Conjuntivites

A conjuntivite consiste em quadro inflamatório da conjuntiva (parte branca do olho), podendo ter diferentes causas, a saber: viral, bacterina, alérgica, entre outras.

As causas infecciosas são as mais comuns, especialmente as conjuntivites de etiologia viral. Podem acometer indivíduos de qualquer idade. Na sua maioria, trata-se de quadro autolimitado, com duração variável, de resolução geralmente sem sequelas. Entretanto, existem alguns microrganismos que podem causar acometimento da córnea (camada mais externa do olho), com possível perda visual, se não for adequadamente tratada.

A fonte mais comum de infecção é o contato direto da secreção do indivíduo doente ou através de contato com objetos que o indivíduo doente manuseou (contato mão-olho).

Os principais sinais e sintomas são: olho vermelho, coceira, lacrimejamento, ardência, sensação de corpo estranho (“areia nos olhos”), secreção, inchaço das pálpebras e surgimento de ínguas. Usualmente, não ocorre embaçamento visual. A conjuntivite pode estar associada a quadro de resfriado ou gripe.

A duração do processo infeccioso é variável, podendo se prolongar por poucos dias a algumas semanas, dependendo do microrganismo causador, bem como da ocorrência de complicações. O período de transmissão geralmente ocorre nos primeiros sete dias após o início dos sintomas, lembrando que um mesmo indivíduo pode “pegar” conjuntivite mais de uma vez por ano.

Normalmente, o diagnóstico da conjuntivite é clínico, não sendo necessários exames complementares. Por isso a importância da procura ao oftalmologista, que poderá identificar a provável causa da conjuntivite, bem como prescrever o tratamento mais adequado, além de afastar possíveis complicações associadas ao quadro.

Para se prevenir a infecção ou mesmo evitar a contaminação de outros familiares, deve-se:

  • evitar coçar os olhos

  • usar lenços de papel, restringindo o uso de toalhas ou panos

  • trocar lençóis com maior frequência

  • usar toalhas de rosto individuais

  • usar álcool gel para higiene das mãos e objetos

  • lavar as mãos frequentemente

  • evitar cumprimentos com as mãos e beijos

Outros cuidados gerais para os processos de conjuntivite infecciosa são:

  • uso de colírios lubrificantes

  • compressas frias com soro fisiológico, água filtrada ou água mineral

  • evitar uso de água boricada

  • evitar uso de chás ou outra substâncias nos olhos (água com açúcar, leite, etc.)

Caso não haja melhora progressiva do quadro em 3 – 5 dias, deve-se retornar ao oftalmologista para nova avaliação.